terça-feira, 27 de janeiro de 2009

Água, não é para todos!

Num dia como o de hoje em que se debateu, mais uma vez, a problemática da água, deparei-me com uma situação tristemente irónica.
Senhorinha Lopes Garcia, trabalhadora na junta de freguesia de Santa Maria, encontrava-se a limpar a água que se acumulou no piso de um polidesportivo, junto à redacção do Brados do Alentejo, e a deitá-la para uma velha lata, enquanto que na sua casa as torneiras não deitam uma única pinga.
Esta senhora, residente num monte nos arredores de Estremoz, ainda não possui água canalizada e continua a pedir “por favor” para que lhe assistam direitos básicos da vida de qualquer cidadão, como água para beber, cozinhar, ou simplesmente tomar banho.
Para lavar as suas roupas utiliza um tanque comunitário que dista cerca de um quilómetro da sua residência e depois carrega-as até casa para secarem.
A água que tem no monte encontra-se em bidões, em frente à sua porta, que são cheios por autotanques dos bombeiros. A água é rara por estas bandas, apesar de a poucos metros existirem habitações com água canalizada.
A higiene, essa faz em alguidar, num ritual que honra a tradição de tempos findos e bem mais desesperados.
Se muitas vezes utilizamos a expressão popular “água - o ouro branco”, nem nos apercebemos como este é um bem que ainda não é para todos!

20 comentários:

Aguadeiro disse...

Para quem não tem asas, tu até mandas umas bocas. Sim Senhor!!! LOL

Pica Pau disse...

Ó Jorge diz á senhora que espere mais uns dias que este executivo vai resolver o problema dela. Andaram 3 anos a dormir ( gravar cd's, feiras e feirinhas, casa e casinha de estremoz, caminhadas e caminhadas ) e este ano é que vão fazer tudo.

Pardal disse...

Parece que a pergunta do ECOS aos partidos é relacionada com o facto de a rádio e o brados estarem instalados em espaços camarários. Será que se estão a preparar para conseguir um também? Aproveitem a feira dos saldos, pode ser que lá esteja a solução

Anónimo disse...

Parece que a pergunta do ECOS aos partidos é relacionada com o facto de a rádio e o brados estarem em instalações camarárias. Perguntamos nós: Será que o ECOS se está a fazer para ter um espacinho também? Aproveitem que em 2009 estão em saldos (Olha pode ser que esteja na feira dos saldos...)

Anónimo disse...

E achas que não merecem??? Eles pagam renda e os outros têm casinhas de borla...
Têm toda a legitimidade de quererem um espaço também...
Tempos houve em que os Brados tinham casa no Centro Cultural e eno edificio do GAT... Isso já achas correcto?

Anónimo disse...

Legitimidade?
Os outros n vivem em casas á borla e de dinheiros que deviam ser para os cursos e que são desviados. ou vais-me dizer k o ecos s paga a ele prórpio...

Jorge Pereira disse...

O post é sobre a falta de água...

Anónimo disse...

a problemática da água não é de hoje mas tem solução estratégica à vista, já pensou nisso sr pica pau? ou é so meter o bico!
veja lá não fike a seca

Anónimo disse...

mas ultimamente não tem faltado água nas torneiras...! pois não é só contar com a câmara mas também com a natureza (dos factos)
saudações

Anónimo disse...

Oh anónimo das 19.50 - És cá um parvo...
Então se as pessoas que andam a tirar os cursos recebem um montante por lá andar e se nunca lhe faltou o vencimento, o dinheiro é desviado como?
Não sabes que agora vem tudo contadinho???
O tempo em que gente da tua laia roubava para todos os lados já acabou...
Se o ECOS se paga a si próprio ou não a mim não me interessa, quem não o paga de certeza sou eu...

CM disse...

È quentinha mediocre em vez de se preocuparem com a falta de agua estão preocupados se o Ecos tem casa da camara ou se paga renda? será que isso resolve o problema da falta de agua, ou o facto de quando ela existe sair da torneira suja? o furo do RC3 que abastece parte da cidade não é eterno! isso sim é preocupante!

Zé Maria disse...

Anónimo da 1.46
Não estejas a querer tapar o sol com uma peneira. Toda a gente sabe que tem sido com verbas de 'cursos ficticios'.
Consta que o espaço está todo alugado pela empresa da formação para o ECOS e a AJES. Será que é verdade?

Pardal disse...

Acha que este executivo tem metido pouca água sr. CM?

Anónimo disse...

Oh Zé Maria,

o espaço está alugado para um curso de formação que frequento eu (turismo) bem como mais 30 pessoas, se contarmos com o curso de carpintaria.

Zé Maria disse...

Eu sei o ke estou a dizer...estão lá todos

Anónimo disse...

Toda a gente sabe o k você está a dizer, Sr. Zé Maria. Só é uma pena que não haja alguém que vá verificar as contas...Se houvesse uma denúncia algumas cabeças iriam rolar.

CM disse...

EU não digo que eles têm metido pouca agua, mas pelo que tenho visto nas ultimas decadas nessa cidade tambem não me parece que tenham metido mais do que os outros que por lá passaram. A coisa começa por ai sr.Pardal!Inercia!

Anónimo disse...

Oh cromos... acham que as contas não são verificadas mensalmente?

Nos cursos em que voçês roubavam é que recebiam o dinheiro todo ao inicio e depois iam gastar, sem darem cavaco a ninguem...

Anónimo disse...

ehehehehe ensaio sobre a cegueira .. Já leram??? è o que vocês parecem.... atitudes nojosas!

Zé Maria disse...

Queres ke eu te diga o montante que ficou/sobrou dos cursos para vç gastarem?
Não brinques com coisas sérias...ò cromo