domingo, 1 de fevereiro de 2009

À espera que caia!!!

O post e as fotografias que se seguem foram enviadas para o “Estremoz Revisited” por um veirense indignado com o estado em que se encontra o castelo desta localidade. O autor deste texto endereçou também uma carta para o programa da SIC “Nós Por Cá”.


Eu, Paulo Jorge Candeias Sapata, natural e residente em Veiros, uma localidade do alto Alentejo, concelho de Estremoz, trago-vos um caso no mínimo de rir ou de revoltar qualquer pessoa desta localidade, mas ao que parece ninguém está sequer preocupado.
Temos na localidade um castelo que, embora não se conheça a data precisa da sua fundação, foi elevado em 1377 ou 1380 por D.Afonso, 8º conde de Barcelos e 1º duque de Bragança, o iniciador da poderosa casa de Bragança. Até aqui, é apenas mais um pedaço da historia de Portugal, mas o vergonhoso é o que lhes vou explicar e enviar fotos sobre o que se passa neste “castelo”,.
Em 1939 foi objecto de obras por parte do poder publico e classificado como IMOVEL DE INTERESSE PúBLICO POR DECRETO DE LEI EM 18 DE JULHO DE 1957, tendo mais recentemente, em 1998, a Câmara Municipal de Estremoz feito nova intervenção de recuperação no âmbito do Plano Global de Intervenção do Centro rural de Veiros. Até parece que o poder publico e local tinha feito algo de útil pelo nosso património mas não.
Para começar o “ Castelo” é propriedade privada… caricato não? Para ser visitado apenas é necessário ir à junta de freguesia local, mas nada disto acontece porque na realidade só é preciso tirar um arame que fecha um portão que só falta cair!
Por fora é uma edificação imponente até iluminada pelo poder público, mas por dentro o estado de abandono é tal que está em ruínas mas mesmo tudo em ruínas, conforme demonstram as fotos que envio que julgo que explicam melhor que todas as palavras que possa dizer.
A minha revolta sobre o que se passa neste castelo que é de todos nós e visto que ninguém quer saber do nosso património nem junta de freguesia nem câmara ou outro poder publico, não sei se estão a espera que o referido caia e o transformem em ruínas de interesse publico. O referido património podia ser utilizado para o turismo ou até para uma pousada, como já tentaram, mas quem tem o poder em veiros não deixou. É vergonhoso que quem manda apenas queira encher os bolsos de dinheiro em vez de fazer algo por todos e não apenas o que lhe dá jeito.

9 comentários:

Anónimo disse...

Um ligeiro reparo ao veirense.. é que o castelo NÃO É DE TODOS NÓS, mas sim de uma família que o comprou há anos.. entendeu?

Anónimo disse...

senhor anonimo ninguem comprou, então gostava de ver a escritura para responsabilizar o proprietario e que o mesmo foi considerado pelo ippar como imovel de interesse publico então e um bem de todos nos

Anónimo disse...

Claro, nenhum dos 3 Castelos do concelho de Estremoz é "de todos nós"!
Um é totelado pelo IPPAR, outro pelos Monumentos Nacionais e outro pela Casa de Bragança (penso eu, não tenho certeza deste último).
Deveriam ser de todos nós, isso sim, a verdade é que não são.
Salve-se as boas relações que agora a autarquia tem com o IPPAR senão o castelo de Evoramonte poderia estar a caminhar como o de Veiros.

Anónimo disse...

mas o castelo de veiros e tutelado pelo ippar então que razão teria o ippar de classificar o castelo de veiros como imovel de interesse publica e gastado-se tanto dinheiro para o iluminar e ter restaurado

Anónimo disse...

O problema é que para recuperar estes locais não se fazem apenas com trocos. Se for realmente propredade privada deveriam responsabilizar o proprietário antes que caia.

Anónimo disse...

Comprovadamente o Castelo de Veiros é propriedade privada da Casa de Bragança: Aqui está a confirmação: http://pt.wikipedia.org/wiki/Castelo_de_Veiros

Leia onde diz: De propriedade particular, o castelo pode ser visitado diáriamente, encontrando-se a chave a cargo da Junta de Freguesia de Veiros.


Entendeu???

Roseira disse...

Ó amigo o que não faltam é por aí casas a cair e algumas até são da câmara.

Anónimo disse...

ninguem diz que o mesmo e privado mas que pode ser visitado por todos gostava que o senhor fosse vissitalo ha não precisa dfe chave que porta esta fechada com um arame, sim da casa de bragança mas tambem classificado pelo ippar o não leu essa parte na wikipedia

Anónimo disse...

Muito se fala pouco se faz, sou natural de Veiros e simplesmente considero vergonhoso o que passa com o nosso castelo, seja ele uma propriedade privada ou não, está referenciada como um dos quatro fortes de Portugal, pois encontra-se numa das antigas zonas defensivas da nossa fronteira, sendo o berço da casa de Bragança, palco de numerosas batalhas, não deixo de pensar nos segredos que nele se encontram escondidos. Sendo que neste momento estou a elaborar um trabalho para a defesa da minha tese de doutoramento, cujo tema escolhido foi os recursos históricos do nosso país tendo centrado o meu trabalho na minha terra como é lógico só espero ter a oportunidade de apresentar este mesmo trabalho as autoridades competentes, com a esperança de ver o nosso castelo restaurado e cheio de vida.